Luís Gonçalves:: Por volta das 23 horas de terça-feira (30) estaremos todos a festejar

O seleccionador nacional de futebol, Luís Gonçalves, acredita cegamente no apuramento dos Mambas para o CAN-2021, ainda que esta proeza maravilhosa dependa de dois factores: vitória de Moçambique sobre Cabo Verde e que o Ruanda não ganhe aos Camarões.

Texto: David Nhassengo / Fotos: @Cedidas

Na tradicional antevisão do jogo, o técnico disse à imprensa na manhã desta segunda-feira, 29 de Março, em Maputo, que tem fé de que os Mambas farão parte da fase final do Campeonato Africano das Nações de 2021.

Para o efeito, Luís Gonçalves já até traçou o cenário que passa por Moçambique vencer Cabo Verde na noite de terça-feira (30), no Estádio Nacional Zimpeto, acreditando igualmente que Camarões vencerá o jogo contra Ruanda.

Mas longe de pensar nos outros, Luís Gonçalves sublinhou que o mais importante para os moçambicanos é pensarem no encontro que têm pela frente, visto que “o mais importante é nós fazermos a nossa parte, que é de vencer”.

De acordo com o treinador, a motivação dos convocados para este encontro é alta, sustentado pelo facto de, neste momento, o espírito no grupo ser positivo e o ambiente ser bastante saudável.

Como equipa técnica, como jogadores, somos todos profissionais e sabemos o que temos de fazer no jogo de amanhã. Temos trabalhado ao máximo. Estamos focados em ganhar o jogo, que é o mais importante para todos nós”, apontou.

Questionado se a derrota diante de Ruanda não pesou o balneário do combinado nacional a ponto de pôr em causa a preparação do jogo contra Cabo Verde, o técnico partiu logo a sentenciar que tal faz agora parte do passado.

O trabalho tem corrido bem, apesar disso. Toda a gente naturalmente não ficou satisfeita com o resultado. Em primeiro lugar os jogadores, pois são eles a sentirem primeiro os resultados. Mas isso está agora ultrapassado”, reivindicou, para de seguida referenciar que “não esmorecemos e, tão pouco chorramos pelo leite derramado. Somos profissionais de futebol, mas acima de tudo somos patriotas. Também jogamos pela bandeira, pela camisola nacional”.

Cabo Verde tem uma equipa forte, por isso candidata ao apuramento

Porque o discurso remete a uma vitória antecipada sobre Cabo Verde, a Luís Gonçalves foi questionado se conhecia o adversário com o qual lutará por um lugar no CAN, estando os dois conjuntos dependentes de uma vitória para o efeito.

Em resposta, o técnico assumiu que sim, descrevendo-o como “um candidato ao apuramento que na jornada passada derrotou Camarões por 3 a 1”. É por isso “uma equipa forte”, inserida em “um grupo que tem três conjuntos muito equivalentes em termos de qualidade”.

Mas apesar dessa descrição, Luís insistiu num discurso mais virado para dentro ao revelar que “nós só temos de olhar para nós, para a nossa qualidade. Temos o nosso valor e faremos de tudo para vencer este jogo”.

Nunca menosprezamos o adversário, mas também sentimos, dos nossos adversários, respeito pelo nosso futebol, pela nossa equipa. Estamos na última posição porque os resultados não foram os que queríamos, como no último jogo. Mas estamos vivos e continuamos ambiciosos. No fim faremos as contas”, destacou.

Mambas aquartelados na Casa Militar: um lugar maravilhoso

Para evitar exposição hoteleira à COVID-19, a selecção nacional teve de recorrer, sábado último, 27 de Março, ao quartel da Casa Militar para prosseguir com o seu estágio de preparação da “Operação Cabo Verde”.

Sobre a decisão tomada pelo Chefe de Estado, Filipe Jacinto Nyusi, entretanto anunciada pelo Secretário de Estado do Desporto, o seleccionador veio esta segunda-feira, 29 de Março, retificar o que teria dito na sexta-feira (26), quando disse que lhe “era indiferente estar em um lugar ou outro”.

Hoje o técnico disse que “uma solicitação de Sua Excelência Presidente da República é irrecusável e, por isso, mudamos e fomos à Casa Militar”.

Do novo local, falou maravilhas, até porque as imagens mais tarde partilhadas através das redes sociais não mentem.

Estamos muito bem instalados e foos muito bem recebidos. Permitam-se saudar aqui a disponibilidade permanente do coronel Timóteo que tem sito incansável para colaborar connosco e perceber o que precisamos”, descreveu.

Refira-se que Moçambique defronta Cabo Verde a partir das 21 horas desta terça-feira, 30 de Março, em desafio da jornada última de apuramento ao CAN. Para a proeza maravilhosa, os Mambas precisam de uma vitória e esperar que o Ruanda não ganhe, no mesmo dia, os Camarões. OC


*Este conteúdo foi oferecido por http://www.jogabets.co.mz (Registe-se e torne-se um campeão das apostas desportivas)



Categorias:Início, Mambas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: