SED:: É responsabilidade da FMF garantir que haja jogo no ENZ

A Secretaria de Estado do Desporto (SED) acusa a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) de estar a fazer chantagens com o último dado pela Confederação Africana de Futebol (CAF), segundo o qual o Estádio Nacional do Zimpeto deve estar em dia até 20 de Setembro.

Por: Redacção

Falando para uma imprensa escolhida a dedo para cobrir a visita relâmpago efectuada ao Estádio Nacional do Zimpeto no princípio da noite desta quinta-feira, 10 de Setembro, Carlos Gilberto Mendes tranquilizou os moçambicanos ao afirmar que não há motivos de alarme especial, pois as obras naquele recinto desportivo decorrem a muito bom ritmo.

Com uma voz mais endurecida, exilada numa calma diplomática de quem procura, pacientemente, as palavras certas para expressar o seu desagrado com a situação, criticou aquilo que considera de chantagens do actual elenco directivo da FMF, num alívio autocrítico de quem entende, segundo referiu, que este assunto deveria ter sido gerido em canais próprios.

Recomendou, todavia, ao actual elenco directivo da entidade reitora do futebol nacional a cumprir fielmente com o seu papel, evitando, deste modo, entrar na história pelas piores razões.

Em seis linhas, abaixo as seis linhas que marcaram as declarações de Gilberto Mendes durante a visita relâmpago efectuada ao Estádio Nacional do Zimpeto:

Quem fica mal os órgãos de comunicação social:: Se há algum assunto relativo às questões de fiscalização, de melhoramento e de corecção do estádio, há canais próprios. Não os órgãos de comunicação social. Por exemplo, esta questão do prazo, do dia 20 de Setembro, nós a soubemos através dos órgãos de comunicação social, antes de a mesma chegar à Secretaria de Estado do Desporto. Não está correcto. Nós não estamos a aqui para competir sobre quem é que fica mal na fotografia. Se havia uma data para se vir fazer fiscalização marcava-se, convocavam-nos e a gente vinha.

Estádio Nacional do Zimpeto é catedral dos Mambas:: O parceiro da federação é a Confederação Africana de Futebol, a CAF. E há um elenco que foi eleito e que deve fazer com que este jogo aconteça aqui, porque todos os elencos directivos conseguiram fazer com que os jogos acontecessem aqui.

A culpa de não haver jogo no ENZ não morrerá solteira:: Se não acontecer o jogo aqui, não é um assunto do Governo. Mas sim um assunto da federação. Da mesma maneira que não é assunto do Governo se não acontecer um jogo de uma equipa de basquetebol no País, mas sim da respectiva federação.

A federação que assuma o seu papel maior:: Cabe a este elenco da federação não ser o primeiro a fazer com que Moçambique jogue fora para partidas caseiras. Não é o Governo que joga. Não é o Governo que faz selecções. Não é o Governo que marca jogos, nem é o Governo que marca jogos da CAF e da FIFA. É a federação…

O problemas dos elencos:: O elenco anterior da federação não criou todos estes problemas. Não criou estes problemas todos, estas chantagens. Estes barulhos de haver essa possibilidade de se jogar fora.

O futebol está sempre no barulho:: A época ainda nem iniciou, mas o futebol já os cria muito barulho. As pessoas do futebol não podem todos os dias resolverem as coisas na praça pública. Têm de saber resolver as coisas em canais apropriados. A família do futebol tem de se encontrar. Temos de repensar bem a viabilidade do futebol. OC

Categorias:Início, Outras Futebol

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s