LMF:: Está assegurado o modelo tradicional do Moçambola e com 14 clubes só!

A Liga Moçambicana de Futebol (LMF) diz ter assegurado o Moçambola2020 com 14 clubes, no modelo tradicional. Patrocinadores já fecharam os contratos para uma competição de unidade nacional.

Por: Abiatário Rombane

Ponto parágrafo. A Liga Moçambicana de Futebol diz ter assegurado todo o patrocínio necessário para a realização do Moçambola2020 nos actuais moldes, de todos contra todos, em duas voltas. Com 14 clubes. A chamada prova de unidade nacional.

De acordo com a Liga de Clubes, alterar este modelo está fora de hipótese, pelo ou menos para a temporada futebolística 2020, essa que nem chegou a iniciar devido à pandemia do novo coronavírus.

Mais. A LMF revela já ter assegurado o transporte aéreo para todos os clubes participantes na prova, um custo que, sabe OC-Olho Clínico, representa 88% dos gastos operacionais da entidade gestora do Campeonato Nacional de Futebol.

Ou seja, o entendimento da liga é de que neste momento não há nada que possa forçar a alteração do modelo competitivo da prova, até porque há um compromisso assumido com os patrocinadores no princípio do ano, de se realizar o Moçambola2020 nos moldes tradicionais. O sorteio foi até realizado a 02 de Março…

Ainda assim, a LMF diz estar aberta para análise de futuros figurinos da prova máxima, um debate que todavia deverá envolver todas as partes interessadas na organização do Moçambola: Governo, federação, clubes e patrocinadores.

Moçambola de 30 clubes?

O dia hoje começou agitado com a notícia veiculada pelo matutino Notícias, dando conta de que a Federação Moçambicana de Futebol propõe a alteração, com efeitos imediatos, do Moçambola2020.

De acordo com a notícia, a prova passaria a ser disputada por 30 equipas. As 16 da última edição do Moçambola e as restantes da Divisão de Honra. Ou seja, uma prova que em nada se reconcilia com o critério desportivo, a não ser um meteoro generoso do proponente.

Sendo 10 por cada região do País, as 30 equipas estariam divididas em três Séries. Nomeadamente “A” da zona Norte, “B” do Centro e “C” do Sul.

No que ao regulamento diz respeito, dita prova seria disputada num todos contra todos e em duas voltas em cada Série. Por um lado para apurar seis equipas de cada Série, para um Moçambola com 18 participantes.

Por outro, para apurar as 11 que descem de divisão, sendo três na zona Norte, quatro no Centro e três no Sul.

No entanto, a LMF jura de pés juntos que desconhece tal pretensão da federação, negando haver uma comunicação oficial a respeito. Pior do que isso, mesma posição tomam os clubes, que mais longe chegam ao confessar que foram apanhados de surpresa com dita informação.

Mas de onde surgiu este figurino?

OC-Olho Clínico apurou que a informação saiu, de facto, da federação. Mas não de forma oficial. Nem é posição colegial e certificada da Casa do Futebol.

É obra do Gabinete Técnico Nacional. Foi partilhada pelo respectivo director, Arnaldo Salvado, a um grupo restrito de amigos seus, incluindo jornalistas com impacto muito forte na sua rede de amizades.

É, de resto, uma espécie de conversa de café formal, da iniciativa de quem tem a responsabilidade de organizar o futebol. Não de o desorganizar, como parece ser o caso, sem prejuízo a outros interesses por volta deste lume lançado ao petróleo. OC

Categorias:Início

2 replies

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s