MOÇAMBOLA: Falta de dinheiro coloca em risco a Unidade Nacional!

O que temos a dizer, neste momento, é que o modelo clássico ainda não está assegurado”, dizia o presidente do Costa do Sol, à saída do encontro recentemente havido entre os clubes, a SED, a FMF, LMF e outros pensadores do futebol moçambicano. Os chamados stakeholders desta modalidade.

Por: Abiatário Rombane

O colectivo de clubes nacionais diz não estar em condições financeiras de arrancar a disputa do Moçambola, por muito que houvesse relaxamento das restrições impostas à actividade desportiva por parte do Governo moçambicano.

Por isso, após esse tão crível relaxamento das medidas confinamento que permita o regresso aos treinos, os stakeholders do futebol deverão iniciar uma nova maratona de debate sobre o figurino ideal e sustentável do Moçambola2020 e edições seguintes. Num flagrante Vale a Pena Ver de Novo do episódio vivido no primeiro trimestre de 2019, que só culminou com a intervenção ao mais alto nível do Chefe de Estado – que viabilizou a prova no tradicional modelo.

Na mesa da discussão estará um figurino do Moçambola sustentável, que não seja financeiramente desastroso para os clubes. Uma prova que não abra mais buracos nas contas da Liga Moçambicana de Futebol (LMF), mas que salve o pouco que resta da credibilidade do futebol junto de hotéis, empresas de catering, casas de pasto, LAM e outras agências de viagens terrestres.

Aliás, quem assim o diz é o presidente do Costa do Sol, Jeremias da Costa, que fala da necessidade de se “encontrar uma melhor solução para a competição, que seja todavia viável, para que a gente não esteja nesta bola de neve com a qual vamos anualmente acumulando prejuízos e dívidas na praça. Queremos resgatar o nome do futebol como um parceiro fiel e fidedigno que, quando assume um compromisso, paga pelo mesmo”.

Modelo de Unidade Nacional em risco

Na análise a ser feita, todas as opções serão colocadas em cima da mesa. Ou seja, será reavaliado o modelo competitivo, optando-se por um que deverá responder não só o actual contexto afectado pela pandemia, mas o futuro do futebol nacional.

A única garantia existente até aqui, por sinal dada por Jeremias da Costa, é de que “o modelo clássico ainda não está assegurado”.

Vamos sentar com todas as entidades para avaliar o modelo do Moçambola. Não quer com isto dizer que o modelo clássico foi excluído. Mas vamos estudar entre o modelo actual e outros que sejam viáveis para que os clubes o possam suportar ou que as entidades que queiram patrocinar o possam fazer”, expõe.

Parceiros com dificuldades de sustentar o actual modelo

Dinheiro. É a principal razão que convida os stakeholders a entrarem em mais uma maratona de debates sobre o modelo ideal para o Moçambola. Dinheiro esse que escasseia no bolso de quem tem estado a sustentar a prova.

Que o diga o presidente do campeão nacional, que estando no terreno explica que “a maioria dos clubes reduziu drasticamente o apoio ao desporto. Não só ao futebol. Uma redução que precisa que alguém ou outras instituições a possam fazer cobertura”.

Sucede que os clubes têm despesas fixas: das deslocações, dos estágios. Dos contratos com salários que foram assinados no arranque do ano. Ou seja, é preciso assegurar que os clubes recebam financiamento para cobertura dessas despesas, porque de outro modo estarão basicamente falidos. Todos os clubes estão em dificuldades extremas”, disserta.

Tudo isto para explicar que só um reinvestimento de vulto ou uma intervenção musculada poderá salvar o Moçambola de Unidade Nacional, tal como sucedeu em Abril do ano passado…OC

Categorias:Início, Moçambola2020

1 reply

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s