TICO-TICO: Alterar a época desportiva, acabar com a corrupção e Mambas no Mundial2026

O ex-craque dos Mambas é claro e directo no que pretende caso vença as eleições de 14 de Dezembro, para a presidência da Federação Moçambicana de Futebol. Alterar a época desportiva por forma a adequá-lo à realidade continental e purificar as fileiras, espalhando a transparência pelas aldeias.

No âmbito da caça ao voto, para além do lançamento da candidatura havido na capital do País, Tico-Tico escalou na última semana as três províncias da zona Norte do País: Nampula, Niassa e Cabo Delgado. Já foi recebido em Sofala e Tete o aguarda proximamente.

Em linhas gerais, este é conteúdo da mensagem que tem deixado por onde passa:

FORMAÇÃO: Assegura que tem na manga um projecto que conta com o apoio da Fundação Real Madrid para a formação de 90 treinadores moçambicanos, sendo 30 oriundos de cada região do País. Pretende, outrossim, que as instituições do ensino reciclem os técnicos do futebol nacional. Não se esquece, adiante, dos dirigentes, aos quais promete uma formação na área de gestão desportiva. A capacitação contínua dos árbitros, principais e assistentes, como forma de elevar a qualidade dos árbitros, esta também na sua agenda.

QUADRO COMPETITIVO: Advoga a mudança da época desportiva, tal como exige a CAFConfederação Africana de Futebol. Compreende que a uniformização da temporada futebolística no continente contribuirá igualmente para a evolução do futebol nacional. Assim o Moçambola deve arrancar a meio do ano e terminar no ano seguinte, como também forma de ocupar os atletas.

INFRAESTRUTURAS: Encontrar parceiros nacionais e internacionais para a construção e reabilitação dos recintos desportivos, por forma a que atendam às exigências da CAF. Ainda neste âmbito, quer que tais campos tenham uma gestão municipal.

ESTATUTOS DA FMF: Para Tico, é urgente a promoção de um debate nacional sobre a revisão dos Estatutos da FMF, mormente no quesito da inclusão de outros actores desportivos na tomada de decisões, como é o caso dos representantes de agremiações que congregam quadros desportivos: jogadores, veteranos, árbitros, jornalistas e outros.

TRANSPARÊNCIA: Tico-Tico quer que a transparência no futebol seja uma realidade, a começar pela gestão da federação até à classe da arbitragem, cujo órgão, a CNAF, pertence à FMF. Em caso de eleição a presidente da federação, lutará pela publicação dos relatórios que os árbitros fazem dos jogos que ajuízam. Em todas as divisões, em todos os escalões. A nomeação dos árbitros deverá ter em conta o mérito e a experiência dos mesmos.

VERDADE DESPORTIVA E CORRUPÇÃO: O Mamba Legend promoverá a investigação e a punição exemplar de agentes desportivos envolvidos em actos de corrupção no futebol moçambicano. Caso haja um vazio legal para este efeito, promete articular com as autoridades para a sua criação e aprovação, por forma a acabar com a viciação de resultados desportivos.

Não menos importante, Tico-Tico promete colocar os Mambas no Mundial-2026.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s