FEIZAL SIDAT: Campos sintéticos e um gabinete técnico por província

No quadro das suas acções de caça ao voto, Feizal Sidat escalou um total de nove províncias do País. Falta-lhe Maputo: Cidade e Província. Prometeu investir em campos com relva sintética e na criação de gabinetes técnicos provinciais.

No seu périplo pelas províncias do País, Feizal Sidat centrou o seu discurso na reconciliação entre a federação e os clubes, bem como na aproximação desta entidade às associações provinciais.

Aos clubes prometeu apoiá-los, entre outras formas, com a revisão do modelo competitivo da Taça de Moçambique, por forma a que o mesmo seja menos oneroso aos clubes nele participantes.

Na mesma linha, falou de uma revisão profunda do formato de competição da Divisão de Honra e do respectivo regulamento de competições, de modo a que esta prova seja um poço da verdade desportiva, ao mesmo tempo que livre de polémicas – por vezes resultantes da aplicação do regulamento.

Na relação com as associações provinciais, Sidat sublinhou sempre na suas viagens que irá instalar gabinetes técnicos a nível das províncias, esses que terão a missão de descobrir, mapear e gerir a caminhada dos agentes do futebol, quer sejam atletas, treinadores, árbitros.

Cada província terá uma selecção de futebol a ser gerida pela associação, bem assim pelo respectivo gabinete técnico. Defende, igualmente, que com ele o distrito será o ponto de partida para a prática do futebol profissional.

Feizal Sidat, candidato que pretende retomar a uma casa que já foi sua durante 16 anos, metade dos quais como presidente, promete credibilizar a CNAF-Comissão Nacional de Árbitros de Futebol, dotando esta unidade orgânica da federação de uma gestão isenta, rigorosa e transparente.

Centro técnico nacional e dez novos campos

No que diz respeito às infraetruturas, Feizal Sidat não esconde que é contra a construção de um estádio de 10 mil lugares na Maxixe.

Justifica que com o valor gasto nesse empreendimento – que na sua concepção pode virar um elefante branco – ganharia o futebol nacional com a construção, por exemplo, de 10 campos com relva sintética, todos com capacidade para mil pessoas, ao longo de todo o País.

Objectivamente e à semelhança que diz ter feito em Quelimane, promete levar instalar no País relvas sintéticas em coordenação com as autarquias e Governos Provinciais.

Para este efeito, diz contar com o apoio da FIFA no quadro do programa FIFA FORWARD, no qual aquela entidade internacional dota as federações de seis milhões de dólares norte-americanos para investirem em projectos de desenvolvimento.

Ainda no âmbito dos recintos desportivos, promete construir um Centro Técnico, reinvestir na Academia de Namaaacha e recuperar o campo 1.º de Maio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s