A Palestra que Infantino deu aos agentes do futebol moçambicano

Leia, abaixo, a transcrição fiel da intervenção do presidente da FIFA durante a seminário sobre a importância do futebol moçambicano e africano no contexto internacional, orientada na manhã desta quarta-feira, 27 de Novembro, em Maputo. Gianni Infantino não precisou de papel para dizer o que agora o OC-Olho Clínico transcreve para o público.

Estamos aqui hoje, com esta delegação de pessoas importantes do futebol mundial e de África, porque consideramos Moçambique um país importante. Um País importante do futebol.

Moçambique é um País importante para o futebol mundial.

Não só da futebol da Cosafa. Mas também do futebol africano e do futebol mundial. Não somente por Eusébio e Coluna que jogaram por Portugal, mas por ser Moçambique um País projectado para o futebol. Com pessoas que decidiram servir o País e o mundo através do futebol.

Moçambique tem pessoas que servem o País e o mundo através do futebol

A minha história com Moçambique é uma história muito emocionante. É a segunda vez que estou aqui. Estive cá em Novembro de 2015 e não era presidente da FIFA. Faz hoje quatro anos. Era ainda candidato à presidência deste organismo importante.

E na minha primeira viagem de campanha eleitoral decidi escalar Moçambique. Assisti o jogo Moçambique X Gabão, de qualificação para o Mundial da FIFA de 2018

Naquele dia, aprendi bastante sobre o futebol africano e sobre como o futebol africano pode contribuir para o futebol mundial. Foi um momento de inspiração porque África, naquele período, estava a apoiar outro candidato A PRESIDÊNCIA da FIFA. Um adversário meu.

Em Moçambique aprendi bastante sobre futebol africano!

Hoje, toda África apoia Gianni Infantino. Mas em 2015 era tudo diferente.

Eu cheguei a Maputo e encontrei o presidente Alberto Simango, que me abriu as portas. Sentamos. Jantámos e falamos. Com ele aprendi bastante e, graças aos seus contactos, à ajuda que ele me ofereceu, à sua influência a nível da região, pude definir as primeiras etapas de um programa de desenvolvimento de futebol mundial, que hoje se chama The FIFA Forward Development Programme

Foi também graças à influência de Alberto Simango Jr que a FIFA criou o maior programa de desenvolvendo do futebol do mundo.

Por isso tenho de agradecer a Moçambique, a Simango. A todos que estão aqui, porque a partir daquela viagem de 2015, enquanto candidato à presidente da FIFA, aprendi bastante sobre o futebol, igualmente sobre os desafios do futebol africano e mundial.

Em 2015 aprendi sobre o futebol africano graças a Alberto Simango Jr.

Aprendi, outrossim, que tínhamos de inverter o cenário, investindo no desenvolvimento das infraestruturas, dos estádios, das competições. Investir no futebol masculino e feminino, porque vocês têm tudo isto em Moçambique.

Moçambique tem infraestruturas desportivas e movimenta a modalidade em ambos os sexos

Vocês têm talento, coração, paixão. Vocês são donos de um talento enorme, incrível e natural. E o trabalho que temos de fazer, ou que vocês têm de fazer todos, é de assegurar que o nosso investimento possa beneficiar a esse talento e fazer brilhar este talento no mundo.

Moçambique tem talento e cabe a nós fazer brilhar esse talento no mundo!

É esta ambição que temos. É esta a missão que tem o presidente da FIFA, de fazer brilhar o futebol moçambicano, africano e, como diria o presidente da CAF, Ahmad Ahmad, do futebol mundial.

Devemos fazer brilhar o talento moçambicano!

Mas, para fazer isto, necessitamos do trabalho de todos. O futebol é uma modalidade mais do que um desporto. Muito mais do que isso. Futebol são valores, integridade, lealdade, transparência, jogo de equipa e de vitórias em conjunto. Ao perdermos um jogo, temos de nos levantar para ganhar outra vez.

Temos de trabalhar unidos!

Temos de projectar sempre o futuro. É isto que fazemos na FIFA. Não seria presidente da FIFA hoje sem os escândalos que quase destruíram a FIFA. Coisas tristes. Mas não queremos voltar a esse tempo. Queremos olhar para frente e investir no futebol do futuro.

Temos a missão de projectar o futuro!

Graças aos investimentos que fizemos, hoje a FIFA está muito mais sólida e forte do que nunca. Sem comparação nenhuma com o passado. Investimos cinco vezes mais do que se investia anteriormente. Investimos nas infraestruturas, investimos nas competições, investimos em Moçambique, investimos em toda África.

A FIFA investe, hoje, em Moçambique, cinco vezes mais do que investia no passado.

Vamos trabalhar juntos pois, como disse Ahmad Ahmad, sou “mais africano do que muitos africanos”. Eu creio em África. Eu, Infantino, creio em África.

Eu creio em África e vamos trabalhar juntos!

Tenho a ambição de fazer brilhar a luz de Moçambique, a luz de África em todo o mundo. Por isso, necessito do empenho e da cooperação de todos vocês.

Quero fazer brilhar a luz do talento moçambicano!

Para concluir, dizer-vos de verdade e de todo o meu coração, muito mas muito obrigado a todos que estão aqui, a todos os que trabalham todos os dias com paixão e com o coração no futebol.

Continuaremos assim, a trabalhar, a sonhar, a dar esperanças e sorrisos às crianças, porque essa é a nossa missão no que temos de fazer todos juntos.

Por agora, muito obrigado amigo Simango, muito obrigado Ahmad Ahmad e muito obrigado a todos pelo apoio. FIFA está em Maputo, FIFA está em Maputo. Hoje, Maputo é a capital do mundo do futebol. E porque o futebol é a coisa mais importante do mundo, Maputo é hoje a capital do mundo.

Maputo é a capital do mundo do futebol!


Categorias:Início, Outras Futebol

%d bloggers like this: