Simango Júnior: Credibilizamos a federação e o futebol moçambicano

Foi o último a depositar a sua candidatura para a gestão do futebol nacional. A lista de continuidade está terça-feira, 19 de Novembro. Defende no seu manifesto que a obra feita fala por si, pedindo por isso um voto para a consolidação de um projecto iniciado há quatro anos.


De acordo com Edson Ussaca, mandatário da lista liderada por Alberto Simango Júnior, esta candidatura da continuidade é, na verdade, uma petição das Associações Provinciais de Futebol, uma vontade dos Clubes, como também é uma exigência da família do futebol e sua gente, “pelos resultados alcançados ao longo do mandato prestes a terminar”.

Aliás, “chegamos neste processo há quatro anos e tudo o que fizemos foi organizar a casa, credibilizar a FMF-Federação Moçambicana de Futebol enquanto instituição e as respectivas contas com muito sacrifício e esforço. Consideramos, por isso, que estamos no caminho certo, que é o que motiva esta recandidatura para mais um mandato”, disse Edson Ussaca, momentos após o depósito da candidatura de Alberto Simango na sede da federação.

Questionado sobre as novidades para os próximos quatro anos em caso de vitória, aquele mandatário falou da consolidação de um projecto olímpico, do alcance de resultados concretos. De tudo aquilo que se pensou e se desenhou ao longo dos últimos quatro anos.

Confessou que “entramos numa etapa em que ganhamos experiência, sendo que agora vamos à fase de resultados concretos. De resultados desportivos concretos, da credibilização da federação junto de parceiros e de uma maior proximidade da selecção nacional ao povo moçambicano”.

Espaço selecção nacional como principal rosto do projecto

Ussaca não esconde que o rosto mais visível do trabalho feito pelo actual elenco da federação são os resultados positivos registados pelas selecções nacionais no ultimamente, que tanto orgulham o País e os moçambicanos. Defende, por isso, a continuidade do seu líder na condução dos destinos da Casa do Futebol.

Queremos avançar com maior rigor. Hoje temos uma selecção estável e competitiva. Ganhadora em toda a regra. Temos de sustentar esta selecção, na verdade com resultados desportivos positivos, que é o que estamos a verificar”.

“Temos também uma excelente selecção sub-17, com os resultados que tem. Mas é de todo preciso continuarmos a massificar o futebol, o desporto, de modo a caminharmos ainda mais em passos largos”, acrescentou.

Tentaram o nosso elenco

Para vender ainda mais a ideia de que o seu elenco está, de facto, a trilhar o caminho certo, o mandatário denunciou uma alegada sedução de membros e órgãos sociais do actual elenco por outros adversários.

“Basta ver que o parte do nosso elenco, 70 a 80% do mesmo, foi convidado por outros candidatos a fazer parte das suas listas e a contribuírem para os seus manifestos eleitorais. Por exemplo, todo o Conselho Jurisdictional e o de Disciplina, bem como Vice-presidente para Selecções Nacionais, foram solicitados por quase todos os rivais para integrarem as respectivas listas”, denunciou.

A título excepcional e, se calhar por algum princípio, só não foi solicitado o nosso presidente para integrar determinadas listas. Isto significa que há um trabalho que foi feito, de muita qualidade e que muito nos orgulha”, concluiu o mandatário.



Categorias:Início

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: