Bruxo do Maxaquene: Amaldiçoei o clube por dívida de 2500 mts

O bruxo, de nome Abdul, diz que o Clube dos Desportos da Maxaquene o devia 2500 meticais (36 euros), bastantes para condená-lo a cair de divisão. Diz que a dívida foi paga e, por isso, liberta o clube do mal. Garante que os tricolores voltarão a ganhar, mas pede a lista do plantel dos próximos três adversários para poder trabalhar neste sentido.

Abdul faz estas e outras revelações num áudio que ele enviou para um grupo do WhatsApp que, ao que apuramos, congrega sócios e adeptos do Maxaquene.

O objectivo do áudio era de tranquilizar a alma de quem deveria preparar o coração para suportar as poeiras dos campos do Sul do País, desde o de Sargentos de Boane, passando pelo ISPG de Gaza até ao de Temusa Costa do Sol da Maxixe. Mas acabou tendo um efeito contrário.

O OC-Olho Clínico transcreve na íntegra o conteúdo da gravação, com a devida correção de algumas imprecisões linguísticas do bruxo.

Anuncio, desde as 17 horas deste dia 07 de Novembro, que o nó que eu tinha no coração, contra o Maxaquene, estou a abrir. Estou desde já a desbloquear o Maxaquene naquilo que eu fechava pelo mal que me fizeram e que me faziam. Acabo de esquecer tudo e levo tudo para a lixeira. Sou um ser humano e sou filho de Deus.

Falo para todos os sócios, amigos e simpatizantes do Maxaquene, que a partir de já, 17 horas, liberto o Maxaquene de todo o mal e de tudo o que estava a passar. Em meu nome, liberto o Maxaquene já.

Que o Maxaquene jogue, chute a baliza, ganhe jogos e garanta a manutenção. Eu, Abdul, anúncio na data de hoje, dia 07 (Novembro), que o Maxaquene está libertado por mim, Abdul.

Digo para todos os sócios, amigos, amantes do desporto e do Maxaquene, que eu estou a libertar o Maxaquene.

Surgiu uma senhora que se propôs a pagar o valor que eu pedi, de 2500 meticais, para poder libertar o Maxaquene.

Eu tenho muito dinheiro. Mas já esqueci, esqueço e perdoo. Recebi 2500 e já comprei as coisas que eu queria para libertar o Maxaquene. Já libertei.

Digo: que apareça alguém…Que saia alguém e vá ao campo. Na baliza do portão tem uma coisa que está lá, no campo de treinos. Vai para lá tirar isso e queimar no campo. Não tira fora. Tira e queima ali mesmo dentro do campo. Não tira fora, nem atira fora do campo. Queima dentro do campo.

Digo que eu, Abdul, farei o serviço do Maxaquene até garantir a manutenção, se me permitirem. Se era para só eu abrir e desbloquear o Maxaquene, já desbloqueei.

Peço para que em cada jogo me enviem a lista da equipa adversária. Eu farei o trabalho.

Que o Maxaquene jogue, jogue, jogue e ganhe. Que faça o seu trabalho com qualidade, porque eu, Abdul, já reabri o Maxaquene.

Categorias:Início, Moçambola2019

2 replies

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s