Têxtil de Púnguè despromovido do Moçambola2019

A três jornadas do término da prova, os Fabris da Manga perderam a hipótese matemática de continuarem no Moçambola, prova para a qual ascenderam esta temporada. O próximo pode vir a ser o Baía de Pemba, outro primodivisionário.

Com a derrota frente ao Ferroviário de Maputo por 3 a 0, na última quarta-feira, 06 de Novembro, o Têxtil de Púnguè assegurou a sua saída da fina flor do futebol moçambicano. Por mérito próprio, garantiu o regresso à Divisão de Honra, um ano depois de lá ter saído.

É que, com apenas 20 pontos e à falta de três jornadas para o término da prova, o máximo que o Têxtil de Púnguè poderia alcançar eram 29 pontos, que sequer chegam para alcançar a equipa mais bem posicionada no grupo das cinco que descem de divisão. A dupla Incomáti de Xinavane e Desportivo de Nacala, ambas com 33.

Aliás, ainda que ganhe os três jogos que têm pela frente, no caso ao ENH de Vilankulo, Costa do Sol e o Desportivo de Nacala, o máximo que os Fabris da Manga conseguiriam era seria fugirem da última para a penúltima posição da tabela classificativa, dependendo sempre dos resultados do Baía de Pemba, actualmente com 25 pontos. Uma missão quase impossível de todo…

Baía de PEMBA a caminho…

Se por um lado a vida do Têxtil está definida, por outro a do Baía de Pemba pode seguir o mesmo destino já na jornada deste domingo, 10 de Novembro. Ao menos matematicamente, pois de hoje para hoje tem sua permanência emprestada a de terceiros, quartos e quintos.

Ou seja, para continuar a sonhar, o Baía de Pemba não deve perder na recepção ao Desportivo de Maputo. Tal não pode, ao mesmo tempo que deve rezar para que o Incomáti de Xinavane não empate no campo da Liga Desportiva de Maputo, tão pouco que Desportivo de Nacala pontue em casa da União Desportiva de Songo.

E esse pedido aos entes e seres do além deverá continuar na penúltima e última jornadas. Mas o Baía deve colaborar ganhando os seus jogos. Agora contra o Desportivo de Maputo em casa, fora contra o Ferroviário de Maputo e, de regresso a Pemba, diante do ENH de Vilankulo.

A lutar pela vida e dependentes de si estão o Maxaquene (30 pontos), o Ferroviário de Nampula (32) e a dupla Incomáti de Xinavane (33) e Desportivo de Nacala (33), que são também equipas na rota da despromoção.

Eis o quadro de jogos da antepenúltima jornada do Moçambola2019:

Clube de Chibuto X Costa do Sol

UD de Songo X Desportivo de Nacala

Ferroviário de Nampula X Ferroviário de Maputo

Têxtil de Púnguè X ENH de Vilankulo

Baía de Pemba X Desportivo de Maputo

Maxaquene X Ferroviário da Beira

Liga Desportiva X Incomáti de Xinavane

Ferroviário de Nacala X Textáfrica de Chomoio



Categorias:Início

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: