Dissipando Equívocos: Sempre descem cinco equipas!

Com a pândega do entra e sai que se vive no ultimamente da perigosa zona de despromoção do Moçambola2019, uma atoarda popular tem-se espalhado, por conseguinte, pelas aldeias e urbes a uma velocidade de cruzeiro. Não semeia, todavia, o pânico, mas instala a preguiça – um pecado capital.

Descem mesmo cinco equipas neste Moçambola2019. Portanto, mantém-se o decidido pela Assembleia-Geral Extraordinária da LMF-Liga Moçambicana de Futebol, em Abril última. Nada altera, conforme apurou esta quinta-feira, 24-O, o OC-Olho Clínico junto da própria Liga.

Não será a qualidade das equipas a descer – neste momento com três campeões nacionais na corda-bamba – que vai alterar uma regra do jogo pré-estabelecida. Nem o que o se diz por aí, de nomes muito próprios que não devem cair de divisão em nome da história do futebol moçambicano.

Descem mesmo cinco equipas e isto foi definido muito antes do arranque desta competição. Não há nada, de já para já, que se possa fazer para uma eventual alteração desta decisão tão colegial e aprovada pelos próprios protagonistas. Os clubes.

Até porque é sobejamente conhecido o motivo pelo qual forçou a redução das equipas, de 16 em 2019 para 14 no Moçambola2020. A sustentabilidade da prova. Os problemas financeiros porque passa a Liga Moçambicana de Futebol, motivada pela redução de patrocinadores.

Mas podemos, mesmo assim, ter 16 clubes em 2020?

Sim. É tecnicamente possível, por muito que esta assunção abrace o contrassenso em relação ao que referenciamos acima. Do que foi decidido em Abril.

Mas para este efeito os clubes deveriam reunir, finda a presente época, para aprovar um novo Regulamento de Competição que envolva 16 equipas em 2020.

Depois disso, uma ginástica intelectual teria lugar para se saber quem deveria ocupar os restantes dois lugares, na medida em que neste ano descem cinco equipas e sobem outras três (Black Bulls no Sul, Matchedje de Mocuba no Centro e, no Norte, até aqui o Ferroviário de Lichinga).

Como no passado recente, aquando da introdução de 16 clubes, a decisão mais lógica seria a da manutenção das duas equipas mais bem classificadas na tabela classificativa geral do Moçambola2019.

Mas este cenário, conforme avançamos, teria de ser escrutinada pelos próprios clubes em Assembleia-Geral Extraordinária, por iniciativa da direção executiva da Liga depois de confirmada a capacidade financeira para a realização do Moçambola nestes moldes de oito jogos por jornada.

Para já, que fique claro: Descem este ano cinco equipas. Decisão tomada, decisão cumprida, como dizem os outros…

OC – Olho Clínico

Categorias:Início, Moçambola2019

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s