MOÇAMBOLA2019: Costa do Sol dispara alarmes no ENH

O Canário foi cumpridor por excelência ao bater em casa o ENH de Vilankulo, por 2 a 1, na abertura da ronda 23. Zefanias Chijamela apitou pênalti e expulsou dois atletas dos visitantes.

Em verdade absoluta, o jogo ia muito bem até quando, no minuto 78, o árbitro da partida, Zefanias Chijamela, apitou para o pontapé na marca de grande penalidade a favor da turma da casa, a castigar um ombro a ombro de Obed.

O lance originou a expulsão de Obed e misturou, por conseguinte, sentimentos nas duas colectividades. De revolta nas hostes do ENH – atletas e equipa técnica – e de incredulidade, pasme-se, entre os adeptos canarinhos que por sinal não chegaram a festejar o golo de Eva Nga na cobrança do castigo máximo.

Quatro minutos mais tarde, o mesmo Chijamela viu-se sem argumentos para não marcar uma falta perigosa à entrada da área canarinha. No livre directo, Norberto – que agora virou Betão – puxou dos galões e anotou o tento do empate. Estavam jogados 83 minutos.

Com o golo, o juiz principal viu-se algo transtornado. Aos nervos. Como que contrariado. Talvez – pensamos nós e assumimos a responsabilidade disso – porque sendo ele um pastor religioso, de repente teve visões do que ia acontecer de seguida.

É que Chijamela apressou os atletas do ENH a dirigirem ao seu campo, impendindo-os de festejarem a obra de arte de Norberto. O Betão do momento…

Resultado? No minuto (84) e ataque seguintes depois do empate, o Costa do Sol voltou a estar novamente na frente do marcador por intermédio de Sibale. Desta vez, o golo foi festejado pela massa canarinha.

O resultado não mais alterou e a turma canarinha isolou-se ainda mais no topo da tabela classificativa, agora com 51 pontos e a nove do segundo classificado (União Desportiva de Songo).

Refira-se que os visitantes terminaram a partida com apenas oito jogadores, visto que para além de Obed, o árbitro expulsou Norberto por manifesta agressão a um adversário. Adiante, Manuelito não terminou o encontro por lesão, tendo saído numa altura em que Antoninho Muchanga já tinha esgotado as substituições.

Com esta derrota, voltam a retumbar os alarmes no ENH de Vilankulo, metido novamente no barulho da luta pela não descida. Soma 30 pontos e leva apenas um de vantagem sobre o núcleo que lidera a zona de despromoção.

A jornada prossegue este domingo, 20 de Outubro, com a disputa das restantes sete partidas:

União Desportiva de Songo X Desportivo de Maputo

Clube de Chibuto X Ferroviário da Beira

Desportivo de Nacala X Ferroviário de Maputo

Têxtil de Púnguè X Incomáti de Xinavane

Ferroviário de Nampula X Ferroviário de Nacala

Baía de Pemba X Liga Desportiva de Maputo

Maxaquene X Textáfrica de Chimoio



Categorias:Início

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: