Matine expõe fórmula para acabar com o minuto 92

Victor Matine desvaloriza a maldição do minuto 92, que tem atirado ao mar da amargura as aspirações dos “Mambas”, como foi aliás no pretérito fim-de-semana, em Madagáscar, na primeira eliminatória de acesso ao CAN-Interno.  O seleccionador nacional interino acredita que tal não acontecerá domingo próximo, 04 de Agosto, no jogo da segunda mão. 

De acordo Victor Matine, a selecção de todos nós trabalha ardua e incansavelmente no sentido de melhorar os aspectos defensivos que, aliados à gestão do cansaço dos atletas, têm empurrado os “Mambas” ao sofrimento, sempre no período de compensação. O técnico desdramatizar o fatídico minuto 92 e aponta soluções, tal como atesta a transcrição abaixo, da sua declaração à imprensa, na antevisão do próximo jogo. 

Não há nada que dure muito tempo

Victor Matine

UM GOLPE QUE SE TORNOU NORMAL: Qualquer equipa que está na alta competição está sujeita a sofrer golos nos momentos finais. Nós não fugimos muito à regra. Já vimos grandes jogos, até de grandes selecções, nos quais as equipas sofrem golos no período de compensação. 

INCONFORMISMO: Mas com isso não queremos dizer que estamos confortáveis. Sofrer golos, sobretudo nos minutos finais, não é o que queremos. Estamos a corrigir este aspecto, tendo em conta que são detalhes ligados aos processos defensivos. 

Isto vai passar, pois acreditamos no trabalho

Victor Matine

A RAÍZ DO PROBLEMA: Há falta de concentração e também de redução de espaço por parte dos homens mais próximos ao corredor da bola. É igualmente notória a fadiga que toma conta dos nossos atletas na ponta final das partidas, facto que condiciona o nosso desempenho. 

SOLUÇÃO: Estamos a trabalhar no sentido de corrigir todos estes aspectos, sobretudo na adopção de algumas situações nas marcações homem-a-homem. Não há nada que dure muito tempo. Isto vai passar, pois acreditamos no trabalho. Focamos a nossa preparação em bater estes aspectos e outras coisas nas quais não estivemos bem no jogo da primeira mão. 

Até de grandes selecções sofrem golos no período de compensação

Victor Matine

A CRENÇA: Os jogadores estão fortes e confiantes. Estão recuperados. Eles não desistiram do resultado e trabalham arduamente para representar condignamente o País, no jogo do próximo domingo, 4 de Agosto. Temos fé que vamos passar esta eliminatória. 



Categorias:Início, Mambas

Etiquetas:,

1 reply

  1. Os psicólogos tem de trabalhar a mente dos jogadores,
    Já joguei nos tempo sei o que isso, falta de concentração, ansiedade que é trabalho dos psicólogos..

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: