Pelos “Mambas”: FMF e LMF dão exemplo de cooperação institucional

Histórico em toda a regra: o presidente da LMF-Liga Moçambicana de Futebol encabeça a delegação da selecção nacional que vai a Madagáscar disputar a primeira mão da 2ª pré-eliminatória de acesso ao CAN-Interno. Um exemplo sem igual de cooperação institucional. 

A FMF-Federação Moçambicana de Futebol indigitou Ananias Couana para chefiar a delegação moçambicana que às 7h desta sexta-feira, 26 de Julho, tomou o seu avião comercial em direcção a Antananarivo, Madagáscar, com escala em Joanesburgo. 

A decisão da FMF não somente se baseia na lógica de se estar diante de uma selecção interna, composta exclusivamente por jogadores do Moçambola – prova organizada pela Liga de Clubes – mas também porque, como muitos não sabem, o presidente da LMF é igualmente vice-presidente não-executivo da federação.

Comentando publicamente a respeito desta estratégia que recita a boa cooperação institucional entre as duas instituições, Ananias Couana disse-se orgulho por ter sido indicado pela federação e considerou, na mesma linha, “ser uma responsabilidade enorme chefiar esta delegação da selecção nacional“. 

É um orgulho para a LMF saber que os atletas que vão a este jogo são do Campeonato Nacional de Futebol, que são os melhores do Moçambola”, referenciou Ananias Couana, em comentário seguido. 

Estes atletas estão num bom ritmo competitivo

Depois de revelar que foi confiado a missão de acompanhar os “Mambas” para Antananarivo, Ananias Couana fez uma análise do combinado nacional, referenciando que os atletas eleitos por Victor Matine atravessam um excelente estado de forma, sobretudo pelo bom ritmo competitivo que atravessa a prova rainha

Foto: O País

Para fundamentar este entendimento, Couana explorou a intensidade de jogos do Moçambola, que teve as últimas jornadas a serem disputadas de três em três dias, ou seja, no fim-de-semana e a meio-de-semana. 

Ouvimos as pessoas que estão no terreno a trabalhar, que nos disseram que os jogos a meio-de-semana emprestaram um maior ritmo competitivo aos jogadores que disputam o nosso campeonato”, categorizou. 

Ainda assim e para sanar qualquer dúvida disso, o presidente da LMF referiu que esta eliminatória contra o Madagáscar servirá de teste “para sabermos se realmente os jogadores do Moçambola têm a qualidade desejada”. 

De lembrar que Moçambique defronta o Madagáscar próximo domingo, 28 de Julho, em Antananarivo, em jogo da primeira mão da 2ª eliminatória de acesso ao CAN-Interno. O segundo encontro terá lugar a 04 de Agosto próximo em Maputo

Categorias:Início, Mambas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s